Chuci de QuYuan

O Chuci 楚辭[Canções de Chu], de Qu Yuan 屈原 [-339 -278], é um livro de canções, poemas e textos curtos. Aqui, nesse fragmento, Qu Yuan nos fala da adivinhação.

Qu Yuan foi forçado ao exílio e durante três anos não pode aparecer na corte.
Servira-se de toda a sua sabedoria para ser leal ao rei, mas as calúnias derrotaram-no.
Tendo o coração amargurado e o pensamento confuso, não sabendo como agir, fez uma visita ao maior dos adivinhos, Zheng Zhan-yin, e pediu: «Como tenho dúvidas gostaria que me desse a sua opinião.» Zhèng pegou numas folhas de milefólio e, sacudindo o pó de uma carapaça de tartaruga, perguntou: «Que deseja o senhor saber?»
Qu Yuan disse: «É preferível ser fiel e devotado, manter-se autêntico e leal, ou ocupar-se em relações sociais e bajular os superiores tendo em vista ascender a altos postos?
«É preferível arrancar as ervas daninhas e aplicar todo o nosso esforço a cultivar, ou infiltrar-se entre os grandes deste mundo para obter o seu favor e assim alcançar o sucesso?
«É preferível dizer a verdade sem ocultações, pondo em risco a própria vida, ou seguir a vulgaridade, a riqueza e a nobreza, gastando o tempo à procura de um conforto fácil e transitório?
«É preferível marginalizar-se, ao ascender a altos cumes e ao defender a sua própria verdade, ou adular os superiores para cair nas suas boas graças e, calculadamente, dar-se bem com todos ostentando falsos sorrisos e, ainda que a contragosto, obedecer sempre, só para agradar à concubina favorita do rei?
«Ambicionar a pureza, a modéstia, a retidão e a verdade ou ser untuoso e informe, envolvendo as pessoas como a gordura e o couro curtido?
«Ser soberbo como um cavalo veloz ou ir subindo e descendo ao sabor das ondas como um pato, que sobrevive apenas à custa do sacrifício da vontade própria?
«Conduzir carruagens lado a lado com cavalos de raça ou seguir atrás das pegadas dos cavalos débeis?
«Voar alto com os cisnes ou disputar os grãos com as galinhas e os patos?
«Qual deles é auspicioso e qual deles é desafortunado? Qual deles seguir? Que caminho escolher?
«Este mundo é turbulento e obscuro. Consideram-se pesadas as asas da cigarra enquanto mil toneladas são consideradas leves. Destroem-se instrumentos musicais enquanto se fazem troar vasilhas de barro. Os caluniadores ocupam lugares destacados enquanto virtuosos permanecem desconhecidos...
«Ora! Mais vale ficar calado! Haverá alguém capaz de compreender a minha modéstia e a minha honestidade?»
O adivinho largou as folhas e disse, agastado: « O decímetro é, por vezes, demasiado curto; o centímetro, por vezes, é demasiado longo. Nada existe que não tenha os seus pontos fracos. O conhecimento depara com problemas que não consegue esclarecer; a adivinhação depara com problemas que não consegue alcançar; o espírito depara com problemas que não consegue entender.
«Utiliza a tua própria cabeça. Realiza a tua própria vontade. Esta carapaça de tartaruga e estas folhas não conseguem resolver os teus problemas.»

In RIBEIRO, Cláudia e ZHANG, Zheng-chun. O rosto do vento leste. Lisboa: Assírio & Alvim, 1993.